FeNaVerdade.com

Gostaria de começar elucidando que não faz sentido algum um cristão ser preconceituoso, racista ou homofóbico. Atualmente a homofobia é muito enfatizada como ódio a homossexuais, o que de fato existe, mas será que apenas discordar ou possuir uma visão diferente significa ódio? Pode um cristão odiar alguém? A Bíblia nos ensina claramente a amar a todos, sem distinção. Não podemos pregar amor a quem odiamos!

A frase citada no título dessa reflexão foi citada durante uma conversa entre um grande apologista cristão de origem indiana, chamado Ravi Zacharias e uma repórter. No entanto, o esclarecimento dado a questão pelo apologista foi simples, mas sábio e verdadeiro.

O argumento utilizado por Ravi é que entendemos que discriminação racial/étnica é errada, porque a raça e a etnicidade de uma pessoa é sagrada. Deus foi quem determinou se nasceríamos negros, brancos, ruivos, albinos, etc. Deus determinou se seríamos descendentes de alemães ou nigerianos e ninguém é melhor ou pior por causa disso.

Nós cristãos temos a mesma perspectiva com relação a sexualidade. Essa questão é igualmente sagrada. Deus como nosso Criador foi quem determinou se você deveria ser homem ou mulher e com Ele está a prerrogativa e a definição da maneira como devemos viver. Ainda segundo Ravi Zacharias, pessoas que pensam diferente nesse ponto, consideram a raça como sagrada, mas a sexualidade não.

Entendemos que a Bíblia é a palavra de Deus, portanto nossa regra de fé e prática. Em que isso implica? Deus através de sua palavra escrita deixou claro sua desaprovação quanto a prática homossexual (Levítico 18:22; Levítico 20:13, Romanos 1), mas também deixou muito claro como citado anteriormente que assim como Cristo nos amou, também devemos amar a todos sem distinção (Marcos 12:33; Romanos 13:10).

Portanto, se você é um cristão preconceituoso, seja o seu preconceito de qualquer natureza, entenda que você está errado diante de Deus e decida hoje amar o seu próximo! Não deixe de proclamar as boas novas do Evangelho, mas se não houver amor, todo o seu trabalho terá sido em vão (1 Corintios 13).

E se você amigo leitor por acaso é homossexual, saiba que Deus é Amor e isso é extremamente enfatizado pelos defensores da chamada homoafetividade, mas preciso deixar bem claro que o mesmo Deus é igualmente Santo! E todos nós um dia prestaremos conta de nossos atos. Como cristãos, o amamos e devemos alertá-lo de que a prática homossexual está em desacordo com a vontade de Deus para o homem (Romanos 1:20-27).

“O Senhor repreende aquele a quem ama, assim como o pai ao filho a quem quer bem.” (Provérbios 3:12)

Quero finalizar deixando o vídeo do próprio Ravi Zacharias que dentre outras coisas trata dessa questão com muita propriedade:

Por Rafael Dantas