FeNaVerdade.com

Certa vez ouvi uma música entoada durante um culto a evangélico, e nessa música continha uma frase sem qualquer significado semântico, contextual e muito menos bíblico. Eu fiquei intrigado e perguntei a um irmão sentado ao meu lado se ele saberia me dizer o que o autor dessa música quis dizer e a resposta foi a seguinte “O autor colocou essa parte para que o “louvor” rimasse”. Por um momento  Continue lendo...

Quem já não se emocionou com uma canção de um intérprete, grupo, banda ou coral e não sentiu uma vontade de convidá-los para um momento inspirativo em sua igreja? Quem já não quis que os de sua congregação compartilhassem contigo das mesmas canções que te emocionaram? Quem já não quis conversar e compartilhar experiências com os que “profetizam o melhor de Deus que sempre está por vir” ou “conquistam as  Continue lendo...

Citações: Adoração é Arte ? – (John Piper)

“Um resultado que tenho observado repetidamente, quando o enfoque do culto em comunidade passa a ser o que temos a oferecer para Deus, é uma ênfase sutil não sobre Deus, mas sobre a qualidade do que oferecemos. Estamos cantando de maneira digna do Senhor? Os músicos estão tocando à altura do dom que Deus lhes deu? A pregação é uma oferta adequada ao Senhor? Pouco a pouco, deixamos de nos concentrar no caráter absolutamente indispensável do Senhor em si e passamos a olhar para a qualidade daquilo que estamos fazendo. Passamos até a definir a excelência e o poder no culto em termos da superioridade técnica das nossas apresentações artísticas. A melhor maneira de manter Deus no centro do culto é ter a convicção bíblica de que a essência da adoração é uma satisfação profunda e sincera no Senhor e a certeza de que a busca dessa satisfação com temor e tremor é o motivo de estarmos reunidos.”

Por John Piper

Fonte: CanteAsEscrituras.com