FeNaVerdade.com

Esta é a primeira vez que publico um artigo meu neste blog criado por dois amigos interessados em pesquisar sobre temas ligados à apologética. A minha responsabilidade é enorme e isso me levou a pensar cuidadosamente acerca de qual assunto deveria abordar nas linhas que se seguirão.
Resolvi então encarar o desafio de escrever algo que pudesse alertar os leitores sobre os perigos decorrentes das falsas doutrinas exaradas pelos diversos grupos heterodoxos na atualidade.
Judas um dos escritores do Novo Testamento, pelo Espírito percebeu que precisava despertar nos primeiros cristãos o desejo de defender a sã doutrina diante dos ensinos espúrios, que já começavam a perturbar internamente a novel igreja. (Jd 3)
Sem dúvida alguma, nós cristãos, precisamos conhecer as Escrituras Sagradas, saber interpretá-las, e a posteriori refutar as idéias apresentadas pelos movimentos heréticos. (IPe 3:15,16)
O tempo que vivemos tem sido propício para que as seitas se multipliquem, encontrando seguidores incautos e crédulos. Na verdade essa realidade nada mais é do que o cumprimento de profecias bíblicas. (ITm 4:1)
Ao escrever sua segunda carta, Pedro advertiu sobre a sutileza com a qual os hereges introduzem as suas idéias, difundindo doutrinas estranhas à Palavra de Deus! (IIPe 2:1)
Nenhum deles abertamente se identifica como um pregador de doutrinhas estranhas, muito pelo contrário, são capazes de transparecer uma imagem que leve o povo a confundí-los com os obreiros de Cristo. (IICo 11:13-15)
Durante o discurso denominado o “Sermão do Monte”, Cristo predisse acerca dos falsos profetas que costumam se travestir de ovelhas, quando na verdade são lobos vorazes, que no fim acabam revelando as suas verdadeiras identidades. (Mt 7:15- 20)
Muitos desses líderes afirmam possuir uma “nova” revelação da parte de Deus, que precisa ser anunciada ao mundo. Para o apóstolo Paulo, qualquer pessoa que se aventure a propagar uma mensagem que exceda tudo que já foi dito pelo Senhor através da Bíblia, deve ser considerado maldito. (Gl 1:8)
Uma triste constatação é ver que não são poucas as pessoas que costumam seguir tais líderes, bem como as suas apostasias. João em uma de suas epístolas nos adverte para que não aceitemos passivamente tudo aquilo que é ensinado, e diz que a fonte de inspiração para essas mensagens deve ser investigada e aferida. (IJo 4:1)
Essa condição na qual uma boa parcela da população mundial se encontra, é resultado da cegueira espiritual provocada pelo “deus deste século”, que tem levado as pessoas a rejeitarem a verdadeira revelação dada por Deus aos homens. (IICo 4:4)
Em tempos difíceis como estes, convêm que nos apeguemos firmemente à Palavra, estudando-a diariamente e assumindo o compromisso de ensiná-la aos homens. (IITm 4:2-4)
Cremos profundamente que através da pregação do Evangelho, os homens serão impactados e libertos de todo erro teológico. (Jo 8:32)
Jamais devemos prescindir dos princípios doutrinários expostos nas páginas do livro sagrado, visto que a Bíblia é a nossa única regra de fé e conduta! (IITm 3:15-16)
Espero que tudo o que foi tratado acima, ainda que de modo sucinto, sirva para nos conscientizar a respeito da necessidade que temos de prover a igreja de fundamentação bíblica e suporte teológico, nestes tempos onde o erro tem se propagado através dos grupos heterodoxos.
Deus nos abençoe!

Por Pr. Robson Luis

Um comentário até o momento.

  1. Realmente, hoje podemos perceber que muitos erros estão sendo propagados, principalmente pelo desconhecimento da Palavra por parte do povo de Deus.

    Response from Cida Barboza